Noticias

Frutal aumenta em 299% o índice de cirurgias eletivas em 2023

Minas Gerais realizou 222.814 cirurgias eletivas de janeiro a outubro de 2023 pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O número é 25% maior que o registrado no mesmo período de 2022, quando foram realizados 178.370 procedimentos. Para tornar isso possível, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), investiu, neste ano, mais de R$ 370 milhões e a projeção é de fechar o ano com mais de 217 mil cirurgias realizadas.

“Esse resultado mostra a importância do ‘Opera Mais, Minas’ que veio para facilitar o acesso a esse tipo de cirurgia. Nossa meta é melhorar cada vez mais a gestão da demanda e garantir que os pacientes realizem os procedimentos necessários de forma ágil e eficiente”, destaca o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti.

Os procedimentos mais realizados em 2023 foram cirurgias de hérnia, remoção de vesícula, cirurgias associadas ao planejamento familiar e tratamentos de varizes.
A política foi implementada em dezembro de 2021 com o objetivo de qualificar o financiamento, ampliar o acesso e aumentar a produção de procedimentos cirúrgicos eletivos hospitalares. Naquele ano, foram realizadas 66.602 cirurgias e, ainda em dezembro, com o seu lançamento, foram investidos R$ 49,8 milhões. Já em 2022, o valor total do investimento foi de R$ 129 milhões.

“O investimento no programa tem sido significativo. Desde o início da política, em 2021, já investimos mais de R$ 550 milhões. Esses recursos são distribuídos entre os mais de 270 beneficiários da política, o que engloba uma ampla rede de instituições de saúde em todo o estado”, ressalta Baccheretti.

Entre os municípios mineiros que mais realizaram cirurgias eletivas em 2023 em comparação com 2022, destaca-se Luz, com um aumento de 444%, Nova Ponte, com 350% e Frutal, com 299% de aumento.

De acordo com a diretora de Atenção Hospitalar e Urgência e Emergência da SES-MG, Rosana Parra, para incentivar o aumento da produção e a execução das cirurgias em conformidade com as vocações assistenciais de cada instituição, a SES-MG realizou, em 2023, uma revisão da política.

“A partir dos resultados apresentados ao final de 2022, foi possível revisar e aperfeiçoar ainda mais o modelo, para agilizar o processo de atendimento aos pacientes. O novo modelo do Opera entrou em vigor em setembro de 2023 e, agora, o Estado conta uma nova pactuação, que possibilita uma metodologia mais simplificada de monitoramento e pagamento”, explica.

Ainda segundo a diretora, como a responsabilidade da regulação das cirurgias eletivas é dos municípios, o programa Opera Mais influencia a realização de procedimentos ao incentivar a oferta de cirurgias com valores de mercado mais significativos. “Essa abordagem contribui para agilizar a execução dos procedimentos, sempre considerando a demanda de regulação existente”, salienta ela.

Comments

comments

rdportari

Jornalista, professor universitário, Dr. em Comunicação

%d blogueiros gostam disto: