Noticias

Enfermeira do Frei Gabriel explica como é feito o atendimento às pessoas que sofreram picadas de escorpião em Frutal

Os casos de pessoas picadas por escorpiões são mais comuns do que muita gente imagina.

Segundo dados do Núcleo de Vigilância Epidemiológica Hospitalar do Frei Gabriel, só no mês de julho e nos primeiros 11 dias de agosto, 43 pessoas procuraram por atendimento médico no Hospital Frei Gabriel após serem picadas por um escorpião.

Mas o que fazer em casos como esse?

A responsável pelo Núcleo, Patrícia do Carmo Azevedo, orienta que a pessoa picada por escorpião a procurar imediatamente o Hospital Frei Gabriel. “E não é preciso que ela, algum familiar ou vizinho faça a captura do animal. Às vezes se perde muito tempo com isso e essa medida não é relevante para o tratamento do paciente”.

A enfermeira explica porque a pessoa deve procurar logo o Hospital e não a Unidade Básica da família mais próxima da casa dela. “Aqui no Hospital tem médico 24 horas por dia, sete dias por semana. Então é fundamental que morador procure uma unidade hospitalar até porque as picadas de escorpião são consideradas casos de urgência”.

Segundo Patrícia Azevedo, os casos em que crianças e idosos são picados requerem um pouco mais de cuidado. “A literatura médica orienta que haja um pouco mais de atenção nesses dois tipos de pacientes. A criança porque ainda está no processo de formação das defesas do organismo e o idoso porque já está em uma fase em que organismo está um pouco mais debilitado”.

A enfermeira informa os procedimentos no atendimento prestado a uma pessoa que acabou de ser picada por um escorpião. “A primeira medida vai ser fazer o bloqueio anestésico para aliviar a dor, depois o médico avalia se é necessária outra medicação ou procedimento. Mas o principal é aliviar a dor e, às vezes, se o médico julgar necessário, esse paciente ficará em observação”.

Mas a pessoa picada por escorpião precisa ficar atento a algum sintoma ou sinal depois de ter passado pelo atendimento médico? “Se ele continuar sentido muita dor ou mesmo se a região picada ficar vermelha e muito quente, o ideal é mais uma vez procurar o Pronto Atendimento do Hospital”.

Comments

comments

rdportari

Jornalista, professor universitário, Dr. em Comunicação

%d blogueiros gostam disto: