UEMG-Frutal transforma receptores piratas em minicomputadores para escolas do município

Na tarde desta terça-feira, 17, estiveram reunidos na UEMG Frutal, Leandro de Souza Pinheiro, diretor da unidade, Jerry da Silva, vice-prefeito de Frutal, Leandro Rodrigo Galina Zambon, agente da Receita Federal, Ivan José dos Reis Filho, professor e coordenador do curso de Sistemas de Informação – SI e Sérgio Carlos Portari Júnior, professor do curso de SI, para entrega de 110 equipamentos (Aparelhos de TV Box descaracterizados e mini teclados) para Prefeitura de Frutal destinar à educação.

A ação é uma parceria da Receita Federal com a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), o Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), a Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), com a finalidade de incrementar o equipamento educacional nas Instituições de Ensino das cidades.

As equipes das universidades removeram o software que dá acesso ilegal aos satélites e bloqueou o aparelho para que ele não possa mais ser utilizado com essa finalidade.

A partir daí, o aparelho é reconfigurado para funcionar como um minicomputador, com a instalação de um sistema operacional e de softwares educacionais gratuitos.

Após o procedimento, a equipe da destinação sustentável da Receita Federal realiza o teste dos equipamentos para assegurar que não possam retornar ao mercado como receptores de TV.

Rodrigo Portari

Jornalista, doutor em Comunicação.

%d blogueiros gostam disto: