UTI, Hemodiálise, Profissão Repórter e Frutal

Qual a relação entre o programa Profissão Repórter que foi ao ar ontem na Globo com Frutal? Toda. A matéria foi pautada sobre a falta de leitos na UTI no Brasil, inclusive com relatos de pessoas que morreram por falta do leito enquanto a reportagem era feita. E em Frutal?

==

Até hoje aguardamos a UTI. Aliás, não é raro pacientes da cidade serem transferidos para Uberaba ou Rio Preto em busca de UTI. E muitas vezes acabam ficando no corredor dos hospitais esperando uma vaga para serem atendidos.

==

Digo com conhecimento de causa. Infelizmente passei por situação dessa há alguns anos com familiar.

==

Enquanto isso, o elefante branco chamado Hemodiálise continua lá, parado, sem fazer um procedimento sequer. Dinheiro do povo jogado ao vento, promessas que enganaram a população e usaram da solidariedade dos frutalenses.

==

Possivelmente se o dinheiro investido ali tivesse sido revertido para uma UTI, ele estaria mais bem aplicado do que aquilo que está lá hoje.

==

Mas Frutal é assim. Depois do Frei Gabriel ter sido conhecido como “Hospital Copa do Mundo”, agora a Hemodiálise vai ter que ganhar esse título se continuar do jeito que está: a cada quatro anos vamos ver infindáveis promessas de que ela vai funcionar e, no entanto, continuaremos na mesma.

==

O mesmo vai valer para a UTI. Podem apostar. Infelizmente…

==

Será que um dia veremos essas situações resolvidas?

==

==

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: