Noticias

Pelo sexto mês seguido, Minas mantém saldo positivo de empregos com carteira assinada

Pelo sexto mês consecutivo, Minas Gerais registrou em julho saldo positivo de empregos, com a geração de 12.353 postos formais, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. O desempenho positivo é resultado de 212.464 admissões e 200.111 desligamentos de trabalhadores no período.

Segundo a diretora de Monitoramento e Articulação de Oportunidade de Trabalho da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais (Sedese-MG), Amanda Siqueira Carvalho, o bom desempenho do emprego em Minas é fruto de esforços  do Governo de Minas para a atração de novos investimentos.

“O desempenho positivo demonstra que o governo tem adotado políticas e estratégias eficazes para atrair investidores e promover o crescimento econômico do Estado. A manutenção de um saldo positivo na geração de empregos por um período prolongado é sinal de estabilidade e sustentabilidade desse crescimento. Assim, é esperado que esse desempenho produtivo se mantenha nos próximos meses”, salientou.  

No comparativo com os demais estados, Minas Gerais foi o terceiro no ranking com a maior geração de empregos com carteira assinada, atrás de São Paulo (43.331) e Rio de Janeiro (12.710).  No entanto, o estado é o segundo com maior estoque de empregos formais (4.627.460), perdendo apenas para São Paulo.

Numa análise setorial, todos os grandes grupamentos econômicos registraram desempenho positivo ao longo do mês de referência. O setor de serviços liderou,  com a geração de 5.074 postos de trabalho, seguido por agropecuária (1.981), construção (1.970), comércio (1.863) e indústria (1.465).

Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais são os que apresentaram maior saldo no mês de julho, com 6.149 empregos gerados. Sobre o perfil dos empregados, maior volume de contratações ocorreu entre  homens de 18 a 24 anos, com ensino médio completo. No que se refere aos resultados parciais de 2023, o setor de serviços foi o que apresentou maior crescimento.

No acumulado de janeiro a julho, foram gerados 156.238 postos de empregos com carteira assinada em Minas, resultado de 1.567.862 admissões e 1.411.624 desligamentos.

Comments

comments

rdportari

Jornalista, professor universitário, Dr. em Comunicação

%d blogueiros gostam disto: