Autor é preso após denúncia de ameaça em Frutal

A PM foi acionada na terça (21) via rádio, às 18h20min, para que verificassem uma denúncia relativa a ameaça. Deslocaram-se até o local informado, que se tratava de um bar no bairro Vila Esperança, e encontraram o autor da ameaça sentado em uma cadeira, sem camisa e com a faca de forma ostensiva em sua cintura.

Ao visualizar os policias, o autor, homem de 26 anos, retirou a faca de sua cintura e jogou para debaixo da cadeira em que estava sentado. Os militares deram ordem ao suspeito para que se posicionasse de forma que fosse realizada busca pessoal, nada de ilícito foi encontrado com o suspeito. Durante a abordagem os policiais reconheceram o suspeito, o qual era incessante na prática de diversos crimes. Porém, na data do ocorrido o suspeito já havia praticado outros crimes em outro local, o qual teria sido preso em flagrante por ameaça e lesão corporal. Entretanto, ao ser liberado o autor voltou ao estabelecimento e novamente agrediu e ameaçou o funcionário do local. Com o acionamento da viatura o suspeito evadiu para destino desconhecido ao tempo em que a viatura continuou diligências para encontrar o referido autor.

Segundo os relatos da vítima, homem de 43 anos, ele estava na frente de sua casa e o autor veio ao seu encontro com uma faca em punho e proferiu ameaças dizendo que o mataria. A vítima disse que no mês passado, na data de 19 de fevereiro, o referido suspeito, sem motivações, o xingou e agrediu com socos e chutes e que inclusive aplicou um golpe de faca na perna contra ele. A vítima afirma que está temerosa por sua vida, pois o autor é agressivo e costuma cumprir com suas ameaças.

O autor foi levado ao Hospital Frei Gabriel, onde foi possível constatar lesões e escoriações em diversas partes do corpo, nenhum em função da ação dos policias, visto que ele não resistiu de nenhuma forma à atuação dos agentes.

Quando os policiais iniciavam deslocamento para entregar o preso na Delegacia de Polícia, o autor em frente à sua mãe disse as seguintes inverdades: “Mãe, segue a viatura porque esses policiais vão me matar, eles querem me matar”.

Texto: Maria Eduarda Salles – Estagiária do Blog do Portari

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: