Dança das Cadeiras na Câmara: Vaninha assume lugar de Sinomar Borges

Em razão de uma pendência judicial que se arrasta há cerca de seis anos, o vereador Sinomar Borges deve deixar o mandato a partir de hoje em razão de uma decisão da Justiça de Minas Gerais. A Câmara Municipal foi notificada sobre a situação e, em razão disso, deve dar posse à sua suplente em seu partido PTC, Lucivaine da Silva Souza (Vaninha).

Segundo informações, a Câmara recebeu a notificação judicial e já procedeu com os trâmites internos para que Sinomar seja substituído por Vaninha. Dessa forma, a atual legislatura passa ter agora cinco mulheres: Maíza, Juliene, Irma Rocha, Gislene e, agora, Vaninha. Ou seja, um terço dos vereadores em plenário a partir de fevereiro será composto por mulheres.

Rodrigo Portari

Jornalista, doutor em Comunicação.

%d blogueiros gostam disto: