Homem procura a PM e diz ser agredido por mulher com quem teve caso extraconjugal

Um rapaz de 26 anos procurou a sede da Polícia Militar para denunciar que tem sido ameaçado e agredido fisicamente por uma mulher de 26 anos com quem ele manteve um relacionamento extraconjugal no passado. Conforme ele, a autora alega que o filho que ela teve é do rapaz e por isso exige dele pensão alimentícia e outros cuidados paternos.

No entanto, o homem alega que pediu para que a mulher procurasse a justiça para fazer o reconhecimento de paternidade e estipulação de valores de pensão alimentícias pelo juiz. No entanto, a mulher estaria negando a proposta dele e, a partir disso, deu início a ameaças e agressões físicas mesmo no local de trabalho dele.

Ontem pela manhã ele afirma que mais uma vez foi agredido pela mulher enquanto estava próximo a uma das câmeras de segurança instaladas em totens pela cidade, momento em que a mulher teria dado socos nele e depois saído, tomando rumo ignorado.

Conforme o rapaz, a situação está chegando a um ponto insustentável e por isso resolveu procurar a polícia para registrar a ocorrência. Ele foi orientado a procurar a Polícia Civil para demais providências necessárias para representar contra a agressora.

Rodrigo Portari

Jornalista, doutor em Comunicação.

%d blogueiros gostam disto: