Algo estranho no ar… excesso de qualificação é demérito?

Algumas piadas já vêm prontas e ao que parece o edital para contratação temporária de servidores é uma delas. Além dos questionamentos apontados aqui hoje pela manhã e tarde, uma outra situação me deixou totalmente constrangido…

==

…durante entrevista veiculada nas rádios, foi dito pelo secretário de administração que após passar pela análise de currículo, os candidatos passarão por uma entrevista com a Comissão Especial. Até aí, tudo bem. O que chamou a atenção é o fato de que a entrevista é eliminatória para achar pessoas adequadas ao perfil da vaga do edital. Nesse ínterim, foi dado o exemplo de uma pessoa com excesso de qualificação que poderia perder a seleção do concurso justamente por ter mais requisitos do que os desejados no edital.

==

Dessa forma, durante a fala na rádio, ainda foi dito que esse candidato qualificado poderia esperar o concurso ou outra vaga melhor do que aquela. Quer dizer, então, que o excesso de qualificação agora é critério para a pessoa perder a vaga?

==

Se eu tenho ensino superior e me candidato a uma vaga de nível médio, eu vou ser desclassificado pelo excesso de qualificação? Isso não afeta a isonomia da contratação para serviço público. Ou no mínimo é uma bobeira muito grande preterir alguém só porque se preparou mais que a média para concorrer àquela vaga.

==

Certamente esse caso vai parar nas mãos do MP. Pelo menos é o que promete alguns dos candidatos. Foi de uma infelicidade muito grande a fala e, agora, ter que explicar o que “quis dizer” é muito pior

==

A revolta com a situação foi geral, em especial para as pessoas que nunca trabalharam no serviço público municipal. Enfim, parece que há um cheiro de algo errado no ar quanto a essas contratações. Enfim, espero que o MP tome ciência do caso e se pronuncie.

==

Da mesma forma que anteriormente, aguardo alguma manifestação oficial. Se é que ela vai existir…

==

E pensar que houve uma luta para que Frutal tivesse um campus da UEMG justamente para qualificar a população frutalense. Pelo visto,se alguém se qualificou e tentar uma vaga pode ser penalizado justamente por ter estudado mais que algum de seus concorrentes. Uma palavra para resumir isso: L-A-M-E-N-T-Á-V-E-L!!!

==

==

Comments

comments

rodrigoportari

Jornalista, professor universitário, Dr. em Comunicação.

Um Comentário:

  1. É Rodrigo, essa foi demais… Ouvi hoje a declaração e fiquei perplexo. Não esperava ouvir isso de um professor!

Comentários estão fechados