Professor frutalense apresenta resultados de pesquisa em congresso na Espanha

1007rodrigoO professor Rodrigo Portari, coordenador do curso de Comunicação Social e Jornalismo da UEMG e docente do Instituto Municipal de Ensino Superior de Bebedouro (IMESB), participou entre os dia 4 e 8 de julho do III Congresso Mundial de Comunicação Ibero-Americana (Confibercom), realizado na Espanha na Universidade Complutense de Madrid. Na oportunidade o professor apresentou resultados de sua pesquisa intitulada “A presença do grotesco nas ondas do rádio”, que consiste em uma análise de como o noticiário radiofônico explora os aspectos mais “rebaixados” das ocorrências policiais.

O projeto é desenvolvido na UEMG em Frutal com apoio do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) por meio de bolsa de iniciação científica. Como parte dos resultados apresentados, o professor Rodrigo Portari destacou que foram destacados aspectos que demonstram uma inserção “naturalizada” de crimes tais como roubos, mortes e sequestros no noticiário radiofônico, muitas vezes, valendo-se do humor para isso. “É comum que uma notícia de violência urbana apresente algum aspecto que nos leve a rir daquele fato. É um tipo de riso cruel, onde a degradação do outro – seja de autor ou vítima – nos faz levar a notícia mais como entretenimento do que enxergar a dimensão do problema social envolvido na violência urbana”, destacou Portari.

Além de falar sobre sua pesquisa a um auditório cheio de representantes de vários países, outro ponto positivo da viagem foram os contatos internacionais estabelecidos. Da Espanha, o professor já voltou com uma proposta de parceria com professores da Universidade do Chile que estudam a mídia do século XIX na América Latina e outro projeto de estudo do enquadramento noticioso na imprensa popular. “Ainda estabelecemos contatos com estudantes de doutorado do México que já saíram de lá com cópia digital da tese de doutorado que pretendem utilizar como referência nos estudos da mídia daquele país. Sem dúvida nenhuma, esse ganho tanto na colaboração como no aprendizado de outras pesquisa é fundamental para o desenvolvimento intelectual e projeção das pesquisas que são realizadas aqui em Frutal”, reforça o professor Rodrigo Portari.

A participação do professor no congresso no exterior teve também o apoio da UEMG por meio do Programa de Apoio à Participação de Eventos (PAPEv) da Pró-Reitoria de Pesquia e Pós-Graduação (PROPPG) da Universidade.

Rodrigo Portari

Jornalista, doutor em Comunicação.

%d blogueiros gostam disto: