Procurado por homicídio há 10 anos é preso em Alagoas

Graças ao trabalho de agentes da Polícia Civil de Porto Real do Colégio, coordenados pelo delegado Rômulo Andrade, mais um foragido da Justiça foi preso. Dessa vez, foi parar atrás das grades o acusado de um homicídio registrado no interior do estado de Minas Gerais, há mais de 10 anos.

De acordo com as informações policiais, o cumprimento do mandado de prisão, expedido pela Justiça da comarca de Frutal-MG ocorreu depois que o elemento sofreu uma tentativa de homicídio na comunidade conhecida como Pioneira, na zona rural de Porto Real do Colégio, local onde ele estava escondido.

Ademir dos Santos caminhava por uma estrada vicinal quando dois elementos em uma motocicleta se aproximaram e abriram fogo em sua direção. Ferido, ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhado à Unidade de Emergência do Agreste, em Arapiraca.

Ainda segundo a polícia, um inquérito policial foi instaurado para apurar a tentativa de homicídio, mas durante as investigações, os agentes acabaram descobrindo que a vítima era foragida da Justiça. Na manhã desta quinta, 30, ele recebeu alta do hospital, mas não foi para casa, assim como esperava.

Isso porque o delegado Rômulo Andrade e sua equipe já estavam aguardando a saída do elemento do hospital para que o mandado de prisão em aberto fosse cumprido. Ademir dos Santos foi preso e encaminhado a audiência de custódia, onde teve sua ordem de prisão mantida. Em seguida, o acusado passou por exames no Instituto Médico Legal de Arapiraca e foi transferido para o sistema prisional, onde deve aguardar transferência para o estado de Minas Gerais.

Vale ressaltar que as investigações quanto a tentativa de homicídio sofrida por Ademir continuam.

Dessa forma, a Polícia Civil de Porto Real do Colégio termina o ano com saldo positivo. Essa equipe comandada pelo delegado Rômulo Andrade conseguiu dar respostas a sociedade de bem do município tirando de circulação elementos de alta periculosidade, apreendendo armas e grande quantidade de drogas nesse ano que está prestes a acabar, mostrando com isso que é possível viver em uma comunidade mais segura se o trabalho for feito de forma séria, em parceria com outros órgãos da Segurança Pública e, principalmente, com o apoio da população.

fonte: Aquiacontece

%d blogueiros gostam disto: