Obras para ampliar capacidade de poço em Frutal seguem em ritmo acelerado

Intervenções feitas pela Copasa avaliadas em R$ 3 milhões aumentarão a produção de água em 300%

Com o propósito de melhorar o abastecimento para os moradores de Frutal e, principalmente, reduzir problemas com a falta de água durante períodos de estiagem, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) está investindo cerca de R$ 3 milhões para colocar o poço de água quente da cidade em sua capacidade máxima de operação. As intervenções aumentarão a produção de água do poço em 300% em relação ao cenário atual e têm previsão de término para este ano, beneficiando mais de 70 mil pessoas.

A fonte que capta água subterrânea diretamente do Aquífero Guarani fornece hoje em dia 20 litros por segundo aos frutalenses. Com as obras, essa capacidade passará para 80 litros por segundo, um aumento diário de mais de 5,1 milhões de litros na produção. Para se ter uma ideia, essa quantidade de água equivale à junção de mais de duas piscinas olímpicas. Atualmente, a empresa capta água no ribeirão Frutal, que fornece até 160 litros por segundo.

Elenice Louback, gerente regional da Copasa, explicou o cronograma de obras. “As intervenções, de fato, tiveram início em fevereiro deste ano, quando fizemos o teste de vazão, um procedimento para descobrir o volume de água que o poço é capaz de fornecer por um longo período sem que o meio ambiente seja prejudicado. Já estávamos empenhados nas licitações desde outubro de 2020, porém, esses são processos que demandam tempo”, disse.

Em março deste ano foi escavado o terreno para fazer a base da torre de resfriamento – um equipamento que vai baixar a temperatura da água, que é captada a 52ºC, para 29°C. A estrutura funciona como um exaustor de cozinha: a água chega quente até ela, que elimina todo o calor necessário para que o líquido seja enviado em temperatura ambiente aos aproximadamente 25.400 imóveis. Em maio teve início o processo de aquisição de aparelhos para as instalações elétricas.  

Neste mês de junho, a estimativa é que seja montada a torre de resfriamento. Parte do material para executar esta etapa já está em Frutal, e a Copasa aguarda a chegada do restante nos próximos dias. Além disso, também será implantada uma adutora – tubulação de aproximadamente 70 metros e de grande diâmetro – que conduzirá a água até o tanque de contato – estrutura que irá armazenar cloro e flúor para fazer a desinfecção dessa água que, por ser captada em uma grande profundidade do subsolo, não demanda um tratamento convencional na estação da companhia. Por fim, será instalado um conjunto motobomba – maquinário que irá puxar a água do subterrâneo até a superfície. Além disso, um equipamento reserva também foi adquirido para assegurar o funcionamento do poço, mesmo em casos de intercorrências eletromecânicas.

Fábio Furlan, engenheiro de operação da Copasa, afirmou que a empresa está mobilizada para que o poço esteja em operação o mais breve possível. “As atividades estão transcorrendo dentro da normalidade. Quanto ao projeto elétrico, também é necessária interligação por parte da concessionária responsável pela energia, mas ainda que ocorram atrasos nessa etapa, contamos com geradores capazes de dar suporte na operação do poço até que seja feito esse serviço”, explicou.

Apesar do aumento de 5,1 milhões de litros na produção, é necessário ressaltar que a água é um bem finito, portanto, mesmo que haja grande disponibilidade, utilizá-la com consciência garante o acesso a todos, sejam eles das gerações atuais ou futuras.

Histórico

A Copasa opera o sistema de abastecimento de água de Frutal desde 1976. Diariamente, cerca de 9 milhões de litros são distribuídos à população, por meio de 14 reservatórios (caixas de água com grande capacidade de armazenamento), oito elevatórias (responsáveis por enviar a água para as partes mais altas da cidade) e mais de 31 km de redes de distribuição. A malha de fornecimento é equivalente à extensão de 3.107 campos de futebol um ao lado do outro.

Rodrigo Portari

Jornalista, doutor em Comunicação.

%d blogueiros gostam disto: