O seu sangue pode se transformar em esperança de vida para alguém

Um estudo aponta que no Brasil apenas 19% da população doa sangue com regularidade, isto é, uma vez por ano.

Os dados também mostram que 23% doam sangue pontualmente, apenas quando algum familiar ou conhecido necessita, e que 48% não tem o hábito de doar sangue.

Ainda, a pesquisa aponta que a pandemia impactou nas doações de sangue no Brasil e revela que apenas 21% afirmam ter continuado a doar no período.

O estudo foi realizado em oito países. No Brasil foram ouvidas 1052 pessoas de todas as regiões, com idades entre 16 e 64 anos.

Também é analisado o perfil dos entrevistados. Entre o percentual dos que mais doam estão mais presentes homens, entre 25 e 34 anos, de classe social média a alta, com ensino superior e com renda fixa.

Mulheres são maioria entre os não doadores. Elas representam 54% das pessoas que nunca doaram e nem pretendem. Ainda, de acordo com os resultados, elas têm idade entre 16 e 44 anos, de classe social intermediária a baixa, com renda fixa.

O estudo também revelou que os brasileiros sabem da importância da doação, mas que não compreendem bem o assunto. Entre as principais preocupações, os entrevistados destacaram: não saber para onde o sangue vai e a quantidade coletada. O medo e o desconforto também são os sentimentos mais expressos.

Estoques em baixa

Este é um período muito crítico para os hemocentros já que as recentes chuvas somadas à pandemia e às festas de fim de ano reduziram as doações drasticamente.

Quem pode doar

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50 kg, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto. Jovens com 16 e 17 anos só podem doar sangue com autorização dos pais ou responsáveis legais. Devem portar ainda um documento de identidade do responsável.  Não é necessário estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e não ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes.

Os voluntários não podem ter tido hepatite após os 10 anos, nem estar expostos a doenças transmissíveis pelo sangue (sífilis, AIDS, hepatite e doença de Chagas). Mulheres grávidas ou amamentando e usuários de drogas não podem doar sangue. Além disso, quem foi infectado pela Covid-19 pode doar após 30 dias do fim dos sintomas e quem já recebeu a vacina pode doar após sete dias (48h em caso de Coronavac).

Se você deseja se tornar um doador procure a Agência Transfusional do Hemominas em Frutal que está localizada na Rua Antônio de Paula, 160, no centro. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. O telefone de contato da Fundação em Frutal é o 3423-4300.

As viagens para doação em Uberaba acontecem aos sábados, normalmente a cada 15 dias.

%d blogueiros gostam disto: