Mulher agredida pula muro de casa, pede socorro mas não sabe contar o que ocorreu

Uma mulher de 30 anos pulou muro de uma casa na rua Araxá, no bairro Ipê Amarelo, para pedir por socorro para os moradores. A mulher aparentava estar sob efeito de entorpecentes, apresentando agressividade, emoções desequilibradas e confusão, e apresentava sangue por todo o corpo, afirmando que fora agredida por uma outra mulher. Porém, não sabia dizer quem era, onde estavam e qual o rumo que a agressora teria tomado.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para prestar os primeiros atendimentos e, após diversas recusas por parte da mulher, os bombeiros a convenceram a ser medicada no hospital Frei Gabriel, já que apresentava hematoma, corte na cabeça e na perna.

Como não há suspeitos e nem indicação do local onde a agressão havia ocorrido, a PM registrou a ocorrência e encaminhou para demais investigações da Polícia Civil.

%d blogueiros gostam disto: