Homem tenta mentir sobre roubo para PM e se dá mal

Um homem procurou a Polícia Militar em Frutal para tentar registrar um falso roubo de seu carro. Porém, ao entrar em contradições no momento da confecção do Boletim de Ocorrência, acabou sendo desmascarado pelos militares e assumiu que só tentou registrar a falsa ocorrência porque teria vendido o seu carro e, como ainda não fez a transferência de propriedade do veículo, passou a receber diversas multas em seu nome.

Inicialmente o homem disse que no dia 26 de dezembro, enquanto transitava na zona rural, foi abordado por quatro homens, mascarados e desarmados, que anunciaram o roubo e levaram o seu carro. Ele alegou que foi abandonado em meio a um canavial, onde permaneceu por algumas horas, até retornar à pé para Frutal. No entanto, apenas na manhã do dia 27 é que foi procurar a polícia para registrar os fatos

A demora no registro da ocorrência já gerou suspeição nos militares. E a contradição começou quando o homem primeiro disse que no momento do roubo estava sem seu telefone celular. Depois alegou que o celular não foi roubado porque escondeu em suas vestes. Ao ser informado que a falsa comunicação de crime também é um ato criminoso e que, se alguém fosse encontrado com o veículo poderia ser preso sem ter cometido nada de errado, o homem foi ficando cada vez mais nervoso, até que confessou a verdadeira história.

Ele argumentou que pretendia registrar o falso roubo para ficar livre das multas que estão chegando em seu nome. Os militares registraram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e o homem deve responder pela falsa comunicação de crime no Juizado Especial Criminal da Comarca de Frutal.

%d blogueiros gostam disto: