Golpista tenta se passar por juiz em telefonema para presídio de Itapagipe

Um golpista tentou conseguir acesso a dados de familiares de presos que estão detidos em Itapagipe. Para isso, ligou até ao presídio da cidade apresentando-se como “juiz corregedor” de Belo Horizonte, solicitando que o diretor do local fornecesse a ele dados e telefones dos familiares dos últimos 10 presos que chegaram ao local.

Desconfiado da solicitação e da situação, o diretor do presídio pediu o número de telefone do suposto juiz corregedor sob alegação que retornaria a ligação com os dados solicitados. Ao verificar o número, o diretor do presídio verificou que no Whatsapp do número fornecido consta uma foto que diverge dos dados informados pelo suposto juiz corregedor.

Ele então orientou todos policiais penais a não repassar nenhuma informação por telefone a qualquer pessoa que ligasse novamente no local e registrou a ocorrência com os dados necessários para possíveis apurações sobre essa tentativa de golpe.

%d blogueiros gostam disto: