Em período de “verbas públicas escassas”, Prefeitura contrata show de R$120 mil para “Juninão”

Ao esclarecer sobre a demissão de funcionários contratados pelo município, a Prefeitura de Frutal enviou uma nota à imprensa dizendo que estamos “Em um período em que as verbas públicas estão cada vez mais escassas” e, desta forma, continua a Prefeitura, “é preciso aplicar o dinheiro de impostos e tributos pagos pela população frutalense de uma maneira cada vez mais consciente e transparente”. No entanto a escassez de verbas públicas não parece ser problema para o “Juninão” que foi anunciado hoje em Frutal. A atração principal do evento, Guilherme e Santiago, foi contratado ao custo de R$120 mil para apresentação gratuita no município. Em contrapartida as barracas de comes e bebes ficarão a cargo de instituições beneficentes do município, que deve gerar alguma renda para quem desenvolve trabalho social.

O “Juninão” não é a primeira contratação de artistas com recursos da Prefeitura. Em 3 de outubro do ano passado foi promovida uma “live show” em comemoração ao Aniversário de Frutal que, segundo dados do Portal da Transparência, custaram R$50 mil aos cofres públicos. (E qual foi a contrapartida para a população, além de assistir em casa, pela Internet, o evento?)

Para o próximo dia 27 de maio a Prefeitura também irá desembolsar mais R$23 mil para apresentação da dupla Lourenço e Lourival, no encerramento do Circuito do Produtor Rural, que está em pleno andamento no município. Um dia antes, a dupla frutalense Fernando e Osmair também foi contratada por mais R$4,5 mil para apresentação.

Não há dúvidas que eventos como esse são importantes para a população, que busca lazer no município. Para os pratas da casa, também, é a oportunidade de ganhar seu dinheiro apresentando para a cidade em que vivem. No entanto, argumentar que “as verbas públicas estão mais escassas”, ao que se demonstra, não é lá um argumento que se atesta no Portal da Transparência. Pelo menos no que tange a shows no município.

Rodrigo Portari

Jornalista, doutor em Comunicação.

%d blogueiros gostam disto: