Cervejaria Premium: pontos esclarecidos

Recebi, ainda há pouco, um telefonema do gerente de relacionamento do Grupo Aralco, Ricardo Castilho. O grupo é proprietário da Cervejaria Premium e me ligou para falar sobre as recentes postagens que fiz por aqui falando sobre a produção de outras marcas na indústria.

==

Segundo Ricardo, a fábrica não está arrendada e nem é intenção do grupo fazer isso. Ele destacou, no entanto, que como a fábrica é considerada de médio/grande porte, a indústria está envasando cerveja para marcas que não têm a estrutura para isso. Na prática, funciona assim: se eu tenho uma marca de cerveja, mas não tenho como envasá-la, compro a prestação de serviços da Cervejaria Premium para fazer a produção e envase com a minha marca.

==

É o que tem acontecido com a Cerma e com outras marcas já envasadas por aqui, como a Rio Claro, Teresópolis Gold, entre outras.

==

Conforme Ricardo, a cervejaria está passando por um momento de reestruturação e deve investir cada vez mais pesado na linha “premium”, ou seja, nas marcas como Bauhaus e Santa Fé. Ele destacou que essas marcas já foram premiadas e reconhecidas por sua qualidade até fora do país, como em Chicago, num congresso mundial, além da Bauhaus já ter sido eleita num teste cego a melhor cerveja da linha puro malte.

==

“Nós temos orgulho de ser frutalense, mas parece que Frutal não tem orgulho da nossa fábrica”, foi um dos desabafos de Ricardo. Ele afirmou que a Cervejaria Premium tem levado o nome de Frutal para diversas partes do país e do mundo e citou, como exemplo, o restaurante do chef Alex Atala.

==

Alex Atala é reconhecido mundialmente e seu restaurante, em São Paulo, foi considerado o quinto melhor do planeta. E lá é servida a cerveja Santa Fé. “E se você perguntar para o Alex de onde é essa cerveja, ele sabe que é de Frutal, uma cidade do interior de Minas Gerais, no Triângulo Mineiro”, ilustra Ricardo Castilho.

==

Enfim, só para retomar, a cervejaria não está arrendada e sim prestando serviços para outras marcas, rentabilizando o negócio.

==

Por enquanto, é só.

==

==

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: