Cemig anuncia investimentos de R$ 213 milhões para ampliar a oferta de energia no Triângulo Mineiro

A Cemig está realizando um robusto plano de investimentos para ampliar a oferta de energia aos clientes dos municípios localizados no Triângulo Mineiro, com melhoria na confiabilidade de todo o sistema elétrico da região. O plano prevê um aporte de R$ 213 milhões na construção de linhas de distribuição e subestações e tem previsão de conclusão até o ano de 2023.

Uma linha de distribuição em 138 kV será construída para conectar a subestação (SE) Água Vermelha, no estado de São Paulo, à subestação Iturama, criando mais uma fonte de atendimento para interligar o sistema da região em caso de necessidade operativa.

O sistema de transmissão de energia em 345 kV também receberá reforço para conexão da SE Monte Alegre de Minas 2, que será construída no município de mesmo nome. O município de Ituiutaba também vai receber uma nova subestação, a SE Ituiutaba 2.

Para completar a cadeia de distribuição da energia até os clientes finais, a Cemig vai realizar obras de reforço nas redes de média e baixa tensão (abaixo de 13800 volts) e conversão de 361 km de redes monofásicas para trifásicas. Dessa forma, será possível melhorar e ampliar a oferta de energia para todos os setores da economia e permitir mais conforto à vida dos mineiros, seja na cidade ou no campo.

O engenheiro de empreendimentos da Cemig, José Valteir de Araújo, avalia que essas obras vão beneficiar de maneira direta toda a região, trazendo benefícios à economia e contribuindo para melhorar a vida das pessoas por meio da geração de emprego e renda. “Essas obras são parte de um amplo plano de investimentos que a Cemig está realizando em todo o estado, e o Triângulo Mineiro também se beneficia dessas melhorias”, ressalta José Valteir.

Investimentos

Desta forma, o Governo de Minas, por meio da Cemig, está colocando em prática um plano de investimentos que vai aplicar, até 2022, R$ 6,2 bilhões em melhorias de linhas de distribuição, subestações e redes de média e baixa tensão. O valor contribuirá para viabilizar o desenvolvimento econômico e social do estado, uma vez que será distribuído por todas as regiões de Minas Gerais

%d blogueiros gostam disto: