Câmara Municipal devolve quase R$ 3 milhões em recursos para a Prefeitura de Frutal

Quinze dias depois de anunciar a devolução de R$ 1,3 milhão para a Prefeitura de Frutal, a Câmara Municipal tornou a fazer nesta semana um novo repasse de recursos ao Executivo. Na segunda-feira (13), acompanhado dos vereadores, o presidente Edivalder Fernandes da Silva (Cheiroso) anunciou ao prefeito Bruno Augusto a restituição de mais R$ 1,2 milhão em duodécimos. Somados aos recursos devolvidos anteriormente, o montante em devoluções alcança a impressionante cifra de R$ 2.942.000,00 em apenas 12 meses.

Edivalder Cheiroso ressalta que fez esta devolução com muita alegria, pois foi o fruto de economia que ele e seus 14 companheiros do Legislativo fizeram ao longo do ano a fim de retornar para a comunidade através de benefícios e investimentos.

Nos repasses anteriores, a Câmara sugeriu que os recursos fossem investidos para montar a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Frei Gabriel e também em realização de cirurgias de catarata. Nesse último repasse – de R$ 1,2 milhão, a expectativa é que o recurso seja empregado em obras no Frei Gabriel como pintura e outras melhorias físicas.

Um exemplo será a reforma do centro cirúrgico, para possibilitar a realização de um número maior de cirurgias eletivas, o que tem sido cobrado bastante pela população. Também deverá ser aumentado o pronto socorro para que possam ser atendidas crianças e adultos separadamente.

O presidente da Câmara ressalta que espera que o prefeito Bruno Augusto possa fazer investimentos dentro do HFG e que a comunidade venha colher estes frutos.

“Repassamos quase R$ 3 milhões este ano e estamos dando prioridade à saúde, pois esperamos a inauguração da UTI. Fico feliz por podermos contribuir com a população de Frutal com os recursos que estamos devolvendo à Prefeitura”, sintetizou.

Para o prefeito Bruno Augusto, este tipo de parceria é muito importante, pois, através de um trabalho em conjunto, é possível devolver um pouco para o contribuinte aquilo que foi pago em impostos.

Ele conta que ao assumir o cargo, herdou uma dívida de R$ 11 milhões do Frei Gabriel com fornecedores, ações trabalhistas e medicamentos, o que dificultou muito a colocação dos projetos em prática. Porém, ele conseguiu pagar todas as dívidas e agora começa a trabalhar na questão estrutural do HFG.

Bruno comenta que o prédio é antigo e que precisa de muitas melhorias na estrutura e nas partes elétrica e hidráulica, além de ampliações como a do pronto socorro, criar novas salas de atendimento, melhorar e ampliar a sala cirúrgica e inaugurar a UTI.

“O dinheiro que a Câmara devolveu para o Executivo por meio de economias ao longo do ano, junto com os recursos próprios da Administração e repasses de deputados, será destinado a estas melhorias. Não estamos fazendo nenhum favor, apenas devolvendo aquilo que se paga em impostos. A demanda da cidade é grande; há muita coisa para fazer, mas estamos trabalhando junto com o Legislativo. Quem ganha com isso é a população”, finaliza.

%d blogueiros gostam disto: