DEPUTADO ARNALDO DEFENDE CRIAÇÃO DE CENTRO DE CONTROLE DE DOENÇAS EM MINAS

Em audiência pública da Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais nesta terça-feira (08/06), o deputado estadual Arnaldo Silva (DEM) defendeu o projeto do Governo de Minas que propõe a criação do Centro de Controle de Doenças em Minas (CMC). A nova fundação terá autonomia administrativa e financeira e vai incorporar, além da Funed e da Escola de Saúde Pública, o Hospital Eduardo de Menezes.

“Trata-se de um centro de pesquisa, de desenvolvimento de tecnologias e de vigilância em Saúde Pública. Um projeto moderno que vem fortalecer o sistema de Saúde, tornando o nosso estado muito mais preparado pra enfrentar desafios como é o de uma pandemia, melhorando a resposta e o atendimento de saúde à população”, destacou o deputado Arnaldo.

Durante a audiência, o secretário estadual de saúde, Fábio Baccheretti, explicou sobre a necessidade de se fortalecer a resposta às epidemias cíclicas que Minas vivencia. Ele afirmou que a pandemia causada pelo coronavírus expôs uma desorganização que já era detectada na dificuldade em se resolver epidemias recorrentes como as de dengue e de febre amarela. Assim, o novo CMC seria uma estratégia para garantir treinamento aos profissionais e realizar todo o ciclo de atendimento necessário para barrar o avanço dessas doenças infectocontagiosas.

A ideia de um aparato centralizado para tais tarefas visaria garantir os investimentos necessários em pesquisa e produção de vacinas e medicação. Segundo o secretário, a meta é tornar o CMC tão importante para a saúde pública brasileira quanto a Fiocruz e o Butantan.

%d blogueiros gostam disto: