Demissão, menos repasse para o HFG, ação judicial

Pipoca nas redes sociais notícia da demissão da pediatra Adair do quadro de profissionais da saúde em Frutal. Mutias mães inconformadas com a situação e muitos votos de solidariedade a ela.

==

Alguns dizem que o problema é econômico. Outros já dizem que o caso é político mesmo. Enfim… só a administração para responder isso.

==

Uma fonte disse, em off e extra-oficialmente, que o repasse mensal da saúde de Frutal deve cair de R$1,2 milhão para R$800 mil mensais. Se isso se confirmar, resta saber se a saúde frutalense vai conseguir sobreviver com R$400 mil a menos no mês, especialmente no que tange ao maior hospital regional que é o Frei Gabriel…

==

Ecoa ainda por Frutal os comentários sobre o ingresso da ação judicial baseada no relatório da CEI sobre supostos desvios de verba na saúde de Frutal. Na reunião da Câmara de ontem o assunto foi comentado especialmente pelo vereador Carlos Roberto, que presidiu a CEI.

==

Em conversa comigo ontem, Roberto disse ter ficado satisfeito com os desdobramentos judiciais da CEI que ele presidiu e disse esperar que a justiça seja feita e que o município seja ressarcido.

==

O ingresso das ações judiciais serviu para, pelo menos, alertar os futuros administradores sobre a conduta sobre o pagamento de salários, contratos etc.

==

==

 

%d blogueiros gostam disto: