A roda da política frutalense

A vinda de Pimenta da Veiga a Frutal em evento comemorativo promovido para homenagear o deputado federal Narcio Rodrigues, dá uma clara demonstração de como deve ser a disputa eleitoral do ano que vem. No âmbito do governo estadual, Pimenta é o pré-candidato do PSDB e aproveitou a oportunidade para se aproximar das bases políticas das pequenas cidades do Triângulo Mineiro. Talvez por ter passado um período fora do “circuito”, a oportunidade de conhecer e cumprimentar partidários de cidades menores como São Francisco de Sales, Itapagipe, Fronteira, Planura, entre outras, seja um primeiro passo para que busque consolidar sua posição junto aos possíveis apoiadores de sua candidatura em 2014.

Já na disputa ao parlamento, Caio Rodrigues se valeu dos anos de experiência “rodando” ao lado de seu pai para reafirmar seu compromisso com as cidades que, por cinco eleições consecutivas, consagraram Narcio como um dos principais nomes políticos de toda a história do Baixo Vale do Rio Grande. Caio tem um perfil muito parecido com o do pai, somado ao fato de que muitos dos políticos antigos da região o viram “crescer” desde menino até chegar a homem formado.
No que diz respeito à disputa estadual, Zé Maia também aproveitou para renovar compromissos com suas bases regionais. A presença de Ciça, pré-candidata a deputada estadual, chegou a causar certo constrangimento em alguns partidários de Zé Maia. Porém, acredito que esta questão envolvendo Ciça e Zé Maia ainda não está totalmente definida e mais alguns capítulos dessa disputa ainda estão por vir. Porém, o fato da ex-prefeita ter se aliado a adversários políticos de Zé Maia em Itapagipe pode ter um peso relevante daqui para frente.
E no meio dessa dança de pré-candidatos de um lado para o outro, durante as conversas pós-discursos ainda surgiu a questão da disputa municipal em Frutal em 2016. Apesar de ainda estar cedo e longe das eleições para prefeito, quem esteve no Centro de Eventos ouviu por diversas vezes o nome de Caio Heitor, filho do ex-vice-prefeito Jair Heitor, ser apontado como virtual candidato a prefeito na próxima eleição municipal.
E essa ciranda política, que vai envolver apoios de candidatos a deputados, virtuais candidatos a vereador e prefeito para o próximo pleito, a roda do mundo não para.
Ao ver todas essas situações se desdobrando diante dos olhos de quem acompanha de perto a política frutalense, apenas um verso de Carlos Drummond de Andrade me vem à mente: “João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém…”. Essa, pelo visto, tem sido a realidade da política em Frutal… pelo menos, por enquanto.
==

==

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: