Motorista embriagado persegue ônibus e sequer consegue explicar os motivos para isso

Um homem embriagado, mas bastante embriagado mesmo, acabou sendo detido pela PM no início da semana depois de fazer uma perseguição por cerca de 15 minutos a um ônibus de trabalhadores rurais. Na perseguição – da qua ninguém sabe o motivo de ter começado – ele passou por vários bairros da cidade e chegou a saltar o canteiro central de uma rotatória. Além disso, por diversas vezes, bateu na traseira do ônibus. Numa dessas ele “travou” o carro na traseira do ônibus e começou a cantar pneus.

O motorista do ônibus, sem saber os motivos dessa perseguição etílica, acionou a PM e passou a dar o trajeto pelo qual seguia e era perseguido. A viatura conseguiu encontrar o ônibus e abordar o motorista que estava em um Renault Clio. Sob efeito de substância que alterava seu estado psicológico normal, ele bem que tentou fazer o teste do etilômetro. Mas sequer conseguiu assoprar a quantidade de ar necessária para o aparelho funcionar.

Foi então conduzido para o Hospital, onde o médico plantonista atestou sua embriaguez. Em seguida, acabou preso pela PM. E não conseguiu explicar os motivos de estar perseguindo o ônibus. O caso agora segue com a PC.

%d blogueiros gostam disto: