Cemig prorroga edital para captação de projetos de eficiência energética até o dia 18 de janeiro

A Cemig prorrogou o prazo para receber propostas de projetos de eficiência energética que tenham como objetivo otimizar o uso da energia por meio da melhoria de instalações dos clientes e da implementação de fontes incentivadas. Os interessados têm até o dia 18 de janeiro para se habilitarem. A Chamada Pública destinará R$ 36,6 milhões aos projetos aprovados, conforme critérios estabelecidos pelo edital e pela Aneel

As propostas podem partir de clientes das classes industrial, residencial (condomínios), comércio e serviços, poder público e serviço público, rural e, ainda, projetos que compreendem a eficientização da iluminação pública.  Serão analisadas propostas de clientes cativos e livres conectados ao sistema de distribuição da Cemig. Esses clientes devem estar em dia com as obrigações legais junto à companhia.

Segundo a engenheira de eficiência energética Aline Pimenta Martins, da Cemig, a Chamada Pública traz como principais benefícios a redução do consumo de energia elétrica e a redução da demanda no horário de ponta para o sistema elétrico, além da disseminação dos benefícios da eficiência energética. “O chamamento é uma forma de o cliente propor melhorias que garantem adequações necessárias para a redução do consumo e de gastos com a energia elétrica”, explica.

Ainda de acordo com a engenheira de eficiência energética, a Chamada Pública cumpre o papel de democratizar o acesso dos clientes a iniciativas que contribuem para a promoção de tecnologias mais modernas e eficientes. Como exemplo disso, nos últimos chamamentos a Cemig recebeu propostas que resultaram no retrofit da iluminação, incluindo a iluminação pública, de equipamentos de ar-condicionado, motores, equipamentos de lavanderia hospitalar, instalação de sistema de aquecimento solar de água e implantação de sistemas fotovoltaicos.

Programa de Eficiência Energética

A Chamada Pública de Eficiência Energética ocorre anualmente desde 2015 e integra as iniciativas do Programa de Eficiência Energética da Cemig, que é regulado pela Aneel. Ao todo já foram aprovados cerca de 80 projetos que beneficiam, principalmente, prefeituras e serviços públicos, como universidades e hospitais.

%d blogueiros gostam disto: