Para começar o dia de bom humor…

Para começar essa terça-feira de bom humor, mais uma história do advogado Júlio Rangel envolvendo personagens da nossa querida Frutal…

==

Protagonistas: Eu (Júlio Rantel), o Doutor Lúcio Flávio e o Dr. Vinicius M. Miziara (de saudosa memória)
O Dr. Lúcio Flávio, à época Juiz de Direito em Frutal, queria porque queria ver o Dr. Vinicius atuando no juri. O Dr. Vinicius era um dos melhores, senão o melhor, advogado criminalista, e dotado e uma oratória invejável e estava aposentado e sem vontade de voltar ao juri.
Eu era o secretário do Juiz de Direito.
Dr. Lúcio lutou tanto que Dr. Vinicius aquiesceu (ai começa a odisseia)

Dr. Lúcio queria fazer uns convites para esse memorável juri e queria saber o nome completo do Dr. Vinicius. Eu disse com todas as letras: DR. VINICIUS M. MIZIARA.
Dr. Lúcio queria saber o que era esse M. e eu disse que ele nunca tinha dito e achava que nem os filhos saberiam dizer. Dr. Lúcio me chamou a atenção pelo tamanho da besteira e me mandou resolver o problema. Durante essa discussão sobre o tal do M, no nome do Dr. Vinicius, tocou o telefone, eu atendi e era a esposa do Dr. Lúcio, D. Glauce Gonçalves Naves. Dr. Lúcio falou com a esposa e sentou-se à mesa e me pediu. “Júlio, telefona pro Vinicius”. Levei um susto porque o Dr. Lúcio nunca tratou ninguém pelo nome direto, principalmente o Dr. Vinicius. Fiz a ligação, Dr. Vinicius atendeu com aquela voz educada e de trovão. Conversamos por alguns segundos, chamei o Dr. Lúcio e sai de lado e assim foi a conversa:
– Vinicius, a Glauce me telefonou para falar que o chuveiro lá em casa esta ruim.
Eu fiquei maluco e comecei a pular na frente do Dr. Lúcio que nem náufrago pedindo socorro pra avião ou navio. E ele continuou:
– Me resolva isso porque eu não aguento mais essa história de chuveiro porque preciso trabalhar.
Foi ai que ele percebeu meu desespero e me perguntou: – O que está acontecendo? E eu respondi aterrorizado: – Esse não é o Vinicius encanador. É o Dr. Vinicius, advogado. Ai a vaca foi pro brejo mesmo. Dr. Lúcio falou para o Dr. Vinicius que eu ia me entender com ele e foi para a mesa espumando. Fui ao telefone e o Dr. Vinicius estava rachando de rir. Alias, não parava de rir e me falou que achava que o Dr. Lúcio havia descoberto que ele, Dr. Vinicius, gostava de ser meio encanador, eletricista e coisas do gênero.
Encerrando a história, o convite saiu com o nome de DR. VINICIUS M. MIZIARA e nem Dr. Lúcio e nem eu, ficamos sabendo o que era esse famoso M. Dr. Lúcio jura de pés juntos, até hoje, que eu fiz de propósito. Eu era arteiro, mas não tão corajoso assim.
PRONTO, CONTEI

==

==

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: