Justiça ?

Lendo que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu um Habeas Corpus coletivo para 1018 homens e 82 mulheres, todos indo para a rua porque presos estavam presos por crimes menores e sem violência (furto de uma peça de carne, por exemplo), me vem à cabeça já branca a ideia de que as coisas da “Justiça” estão “fundamentalmente erradas”.

Um sistema que pende descaradamente contra os marginalizados e minorias, (basta ver quem são os que estão lá presos) a noção de que deveríamos prevenir o crime e buscar soluções vai de encontro com os muros altos da prisão em massa que por aqui se pratica.

Prevenir e reabilitar não tem tido espaço num país em que condenar, encher as cadeias, virou sinônimo de sucesso e serve de discursos a Juízes e políticos fascistas.

Para os pretos, pobres, “os ninguém”, o princípio de “inocente até que se PROVE o contrário” tem sido apenas uma ilusão.

O que temos oferecido aos pobres e marginalizados é a busca insana e insensível de uma condenação a qualquer custo. O sujeito salta de “acusado” para “acuado” pela maquinaria criminal. O desejo que tem prevalecido é o de trancar os condenados ou os que apenas respondem ao processo, mesmo que grávidas, deficientes físicos ou inocentes e jogar a chave fora. Aposta-se na segregação. Do outro. Sempre do outro.

Encerro o texto citando, por incrível que o seja, o personagem “Coringa” quando este logo no início do filme, pergunta: Sou só eu quem está achando ou esse mundo está muito louco?

Ps: Dedico este pequeno texto aos que se esquecem no seu dia a dia que por aqui, há 2020 anos atrás, passou um Nazarero, com outros valores….

Adv. Renato Furtado.

%d blogueiros gostam disto: