Audiência da RMTM: briga de Davi x Golias?

Os deputados Liza Prado, Zé Maia e Paulo Piau estiveram em Frutal para discutir a Região Metropolitana do Triângulo Mineiro. Ao que parece, a audiência pública teve mais a presença de servidores do município do que do povo em geral. Além, claro, dos 15 vereadores da Câmara.

==

Não pude estar presente na audiência, mas em conversa com quem esteve, a opinião foi a mesma que eu tenho há tempos: parece que essa Região Metropolitana só vai beneficiar, mesmo, Uberlândia. Já até expliquei essa matemática aqui e até entendo o empenho da deputada Liza Prado em torno do assunto. Mas eu sou contrário a esse projeto.

==

Aliás… parafraseando Lula, eu acredito que “nunca na história desse país” uma cidade menor se sobressaiu ou levou vantagem sobre uma maior. Um belo exemplo é a nossa BR-364… quando, há 50 anos, o dinheiro para asfaltar a rodovia foi liberado, os deputados de Uberlândia se mobilizaram e levaram o recurso para a BR-365 (aliás, nesse jogo, reza a lenda que até o nome das rodovias foram trocados…) e Frutal teve que esperar 50 anos para ver o asfalto até Campina Verde concluído…

==

Isso demonstra como a cidade menor sempre foi preterida em relação à maior. E reforça a importância da representatividade no Congresso e Assembleia Mineira.

==

Disse e repito: Frutal não pode perder a sua representatividade em Brasília nem em Belo Horizonte. Caso contrário, serão mais décadas à sombra das cidades maiores.

==

E ainda há quem ache que para se eleger a federal basta ter votos só na cidade… lamentável isso.

==

==

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: