Desafios de Frutal: cidade tem o menor orçamento por habitante da região

Com a chegada do período eleitoral as atenções da população começam a ficar mais voltadas a questões do município. Assim, surgirão diversas promessas para solucionar todos os problemas de Frutal. Para auxiliar os leitores para entender a realidade financeira do município, o Blog do Portari realizou um levantamento entre as principais cidades do nosso entorno e verificou que Frutal tem, proporcionalmente, o menor orçamento por habitante entre elas. E ainda arca com hospital municipal que atende uma microrregião que tem, somada, dobra a população.

Para chegar aos números apresentados, o Blog do Portari buscou o orçamento do ano de 2019 dos municípios através das Leis Orçamentárias Anuais (LOAs) publicadas nos Portais da Transparência. Depois, contou com a estimativa de população para 2019 segundo dados oficiais do IBGE publicados no site da entidade. Os dados de 2020 não foram considerados pois o ano ainda está em andamento e a Pandemia pode afetar a arrecadação.

Assim, dividimos o valor de arrecadação por cada habitante, chegando a esta constatação: apesar de ter um orçamento aparentemente “grande”, é muito pouco se comparado a outros municípios que não têm as mesmas responsabilidades de serem uma cidade polo.

Vamos aos números apurados:

Frutal
Orçamento 2019 – R$158.838.632,00
População – 59.496
Orçamento por morador – R$2.669 por pessoa

Conceição das Alagoas
Orçamento 2019 – R$84.300.000
População – 27.893
Orçamento por morador – R$3.022 por pessoa

Fronteira
Orçamento – R$73.000.000
População – 18.103
Orçamento por morador – R$4.086 por pessoa

Planura
Orçamento – R$52.076.250
População – 12.133
Orçamento por morador – R$4.292 por pessoa

Iturama
Orçamento – R$179.922.000
População – 39.263
Orçamento por morador – R$4.582 por pessoa

Comendador Gomes
Orçamento – R$24 milhões
População – 3.111
Orçamento por morador – R$7.714 por pessoa

Desafio

Vamos listar agora alguns dos desafios de qualquer gestão para Frutal. Iniciaremos com os mais sensíveis para começarmos a ter uma ideia do que significa nosso município.

Saúde
Diante dessa realidade, fica evidente que administrar Frutal não é nem será tarefa fácil, independente de quem esteja no comando da Prefeitura. Como destacado no início do texto, um dos grandes gargalos da cidade está no Hospital Frei Gabriel. Mensalmente o município arca com R$1.400.000,00 (um milhão e quatrocentos mil) para a manutenção das despesas junto ao IBRAPP. No entanto, recebe pacientes de toda a região, sendo que não há colaboração das prefeituras para esse custo.

Uma das constantes reclamações do momento, a UTI ainda não está em funcionamento. Quando estiver, Frutal terá que arcar com seus custos por 6 meses até receber recursos federais. E, fora isso, com 10 leitos a serem inaugurados, a cidade ficará responsável pelas internações de UTI de toda microrregião, que corresponde a cerca de 180 mil moradores. A pergunta que o Blog se faz é: o município terá condições de arcar sem que a região passe também a colocar dinheiro no hospital?

Também há de se levar a questão de manutenção de UBSs, CAPS, entre outros sistemas de saúde.

Desafio na zona rural
Além disso, Frutal conta com uma extensa zona rural que carece de manutenções constantes. Mesmo com parceria estabelecidas com usinas de cana de açúcar, ainda há um vasto território que tem cuidados exclusivos da Prefeitura.

Desafio do asfaltamento/tapa-buracos/iluminação
Podemos também ponderar o fato de que, entre todos os municípios pesquisados, Frutal tem a maior população urbana e maior área asfaltada. Isso ainda porque temos alguns bairros sem asfalto, algumas ruas que precisam ser asfaltadas e ainda a manutenção (tapa-buracos, recapeamento) que deve ser realizada de forma constante. Fora isso a ruas também tem a maior metragem de iluminação pública a ser mantida, ampliada e melhorada.

E ainda tem mais?

Sim, ainda há desafios que todo gestor deverá enfrentar em Frutal. Por enquanto, centraremos nesses, evitando fazer um texto ainda maior para quem já chegou aqui. Nos próximos dias voltaremos a destacar o assunto para contribuir com o leitor as perspectivas que temos para o município e, principalmente, apresentar dados que coincidam com a realidade, dando condições para que todos avaliem as promessas que surgirão daqui para frente.

%d blogueiros gostam disto: