UEMG-Frutal terá laboratório para diagnóstico de COVID-19

Em dezembro de 2019 na China, foi observada a circulação de um novo coronavírus (SARS-CoV-2) que causa a COVID-19, que está relacionada à síndrome respiratória aguda grave. Atualmente, a infecção apresenta distribuição mundial e todos os estados brasileiros registram casos da doença, inclusive Minas Gerais. O diagnóstico dos casos suspeitos de COVID-19 é crucial para o controle e redução da transmissão. No entanto, no Brasil não há testes e equipamentos disponíveis para análise de todos os casos suspeitos, levando a um grande atraso na confirmação do número de casos da doença além das subnotificações. Adicionalmente, é extremamente importante que os diagnósticos de COVID-19 cheguem ao interior dos estados brasileiros para auxiliar hospitais regionais e postos de saúde locais na resposta a esta infecção.
Neste cenário, a Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Unidade Frutal sob Direção do Prof. Dr. Allynson Takehiro Fujita e pelo vice-diretor Prof. Dr. Leandro de Souza Pinheiro em conjunto com a magnífica reitora Lavínia Rosa Rodrigues, o vice-reitor Thiago Torres Costa Pereira e o Ministério Público da comarca de Frutal firmam parceria para estruturar e implantar um Laboratório de Biologia Molecular, que irá fornecer testes diagnósticos para a COVID-19. A proposta é atender a população com diagnóstico diferencial de outros vírus respiratórios e também realizar diagnóstico das principais doenças transmitidas por vetores como dengue, Zika, febre amarela e chikungunya.
Trata-se de um esforço significativo das instituições públicas para vencer a limitação de testes onde acredita-se que há subnotificação de casos em virtude da falta de estrutura para atender à crescente demanda dos diagnósticos especializados. Além disso, impactos referentes ao elevado grau de subnotificação podem sugerir uma falsa ideia de controle da doença e, consequentemente, poderia levar ao declínio na implementação de ações de contenção, como o isolamento social horizontal. Ainda, comprometendo um amplo planejamento estratégico, atrasos na tomada de decisões sócio-econômicas como reabertura de comércios, escolas e demais setores.
Os recursos financeiros são oriundos da Operação Aequalis do Ministério Público, através do termo de ajustamento de conduta-TAC, da ação civil de improbidade administrativa nº 0064199.98.2016.13.0271, da 2ª vara cível da comarca de Frutal/MG e conduzida pela Promotora de Justiça da Comarca de Frutal/MG, Dra. Daniela Campos de Abreu Serra.
Esse laboratório também será de extrema importância para as atividades dos cursos de graduação e pós-graduação da UEMG-Unidade de Frutal dentre outras Unidades e também com instituições vizinhas parceiras na área agrícola e ambiental. Dentro destas atividades incluem ações distribuídas no Ensino para a realização de aulas práticas e monitorias; desenvolvimento de projetos com atividades de Pesquisa e Extensão distribuídos em caráter multidisciplinar como sistema de produção vegetal, pós-colheita, melhoramento genético, biologia vegetal, proteção de plantas e segurança alimentar.
O funcionamento do laboratório seguirá o conjunto de Normas Gerais, pelos Regimentos, Regulamentos e Normas da Instituição, além das legislações estadual e federal no que se refere às Normas de Biossegurança nível 2 (NB-2), seguindo orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).
O laboratório será coordenado pela pesquisadora Dra. Luiza Antunes de Castro Jorge (bióloga com experiência em virologia, especialista em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal de Viçosa, mestre e doutora em Imunologia Básica e Aplicada pela FMRP/USP, pós-doutora em Microbiologia pela Universidade de Michigan/EUA, pós-doutora em Biologia Celular pela FMRP/USP) e pela Prof. Dra. Dênia Pires de Almeida, professora efetiva do curso de Engenharia Agronômica UEMG-Frutal que possui graduação em Engenharia agronômica pela Universidade Federal de Viçosa, mestrado e doutorado em Genética e Melhoramento pela mesma instituição, pós-doutora em expressão heteróloga de proteínas de resistência a ferrugem do cafeeiro (UFV) e especialista em genética molecular.
Também contará com colaboração da Profa.Dra. Renata Dellalibera Joviliano, professora efetiva nas áreas de Microbiologia e Imunologia da UEMG/Passos. Biomédica, mestre e doutora em Imunologia Básica e Aplicada/FMRP-USP, pós-doutora em Análises Clínicas, Bromatológicas e Toxicológicas (FCFRP-USP), pós-doutora em Cirurgia e Anatomia (HCFMRP/USP), habilitada em Imunogenética e Patologia Clínica, especialista em Anatomia Patológica e MBA em Gestão Estratégia Empresarial.
Toda a estruturação física do laboratório foi elaborada pelo Prof. Me. Adriano de Reis Paula e Silva, especialista em engenharia civil e pelo Prof. Dr. Leandro de Souza Pinheiro, contará com o apoio técnico do Pedro Gomes Peixoto, especialista em técnicas laboratoriais.
A implementação desse laboratório, auxiliará o município de Frutal e região no enfrentamento da COVID-19 dentre outras doenças, além de poder cooperar com avanços em pesquisas científicas para o país.

%d blogueiros gostam disto: