TRE-MG inocenta prefeito de Prata em ação de cassação

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) encerrou a votação de uma ação judicial que pedia a cassacão do mandato do prefeito reeleito de Prata, nesta quinta-feira (20) este julgamento transcorreu-se em 04 sessões do Tribunal Regional Eleitoral, finalizando com a segunda vitória do prefeito, por 5 a 1; já que sua primeira vitória foi nas urnas com 8.852 votos.

Anuar Arantes Amui e seu vice Sandro Vilela Teodoro, reeleitos em Prata agora devem continuar o mandato até 2020. A decisão inicial foi da juíza eleitoral Danielle Louise Dias, porém, o prefeito Dr. Anuar Amui recorreu da decisão.

Segundo a ação do Ministério Público Eleitoral (MP), que alegava prática de condutas proibidas a todos os envolvidos, tangente a regularização e entrega de termos de doação de terrenos (imóveis) no bairro Morada do Sol (regularização fundiária) e, para o MP, eles teriam se utilizado promocionalmente de bens públicos para conseguir votos.

Contudo, diante da decisão do TRE-MG, fica comprovado realmente que havia um programa social, que foi aprovado pela Câmara Municipal de Prata anos antes e teve somente um esclarecimento a algumas pessoas naquele período, não subentendendo que tenham utilizado em beneficio de votos, nas eleições; pois tratava somente de esclarecer e informar alguns moradores que ainda não teriam o documento de regularização do imóvel.

Fonte: AloFrutal

%d blogueiros gostam disto: