Desembargador pede vista em julgamento de impugnação de Ciça. Placar era de 3 x 0 pela impugnação

cicacampanhaEm sessão realizada há poucos minutos o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) o recurso de Maria Cecília Marchi Borges contra sua impugnação não terminou de ser julgado por conta de um pedido de “vista” do processo. Até o momento do pedido de vista o placar estava em 3 x 0 para manutenção de sua impugnação que foi dada em primeira instância em Frutal.
Com o pedido de vista o julgamento final fica adiado em mais alguns dias, sendo que a nova data de julgamento será 18 de outubro, já que o desembargador Edgard Penna Amorim pretende estudar melhor o processo para dar o seu voto. Conforme informação vinda de BH, o voto do relator do processo foi para manutenção da impugnação, reconhecendo que Maria Cecília está enquadrada na Lei da Ficha Limpa. São necessários 4 votos para confirmar a impugnação. No total, 6 desembargadores votam e, em caso de empate, o voto de minerva é do presidente do TRE.
O pedido de impugnação de Maria Cecília foi feito tanto pelo Ministério Público de Frutal como pela Coligação “A Esperança Pede Passagem”, que teve como candidato a prefeito o advogado Caio Heitor.

%d blogueiros gostam disto: