Em audiência pública, Governo presta contas de receitas e despesas da cidade

0610audienciaO Governo Municipal apresentou na quinta-feira (29), a prestação de contas relativas ao 2º quadrimestre de 2016. Na oportunidade, foi feito um balanço das receitas e despesas dos meses de maio, junho, julho e agosto. A reunião foi realizada na Câmara e contou com a presença do prefeito Mauri José Alves, secretários, vereadores, servidores municipais e representantes de setores da sociedade.
De acordo com o contador da Prefeitura de Frutal, Moacir Félix Sobrinho, a última prestação de contas da atual administração vai acontecer somente em fevereiro de 2017, já no novo Governo Municipal. Durante a apresentação em plenário, também foram informadas as despesas e receitas do município ao longo dos últimos oito meses, novamente, com destaques para as secretarias de educação e de saúde.
“Inicialmente foram apresentadas as aplicações constitucionais, normatizadas pelo Tribunal de Contas da União. Na educação, o investimento deve ser de 25%, mas assim como nos anos anteriores, a gestão do prefeito Mauri Alves vem superando essa meta. Foram investidos 37,46% – um índice muito acima. Com relação ao Fundeb, o mínimo que se aplica com o professor em sala de aula é 60%, mas a Administração aplicou 89,20%. O restante foi investido em reformas de escolas e aquisição de equipamentos”, informa.
Com relação a área de saúde, Moacir relata que o mínimo que os municípios tem que aplicar é 15%, mas Frutal ao longo dos anos, também tem aplicado acima deste percentual, devido a grande demanda dos serviços nesta área no município. “De janeiro a agosto, o percentual foi de 35,38%. Ou seja, em valores reais, foram investidos cerca de R$ 20 milhões na prestação de serviços e nas mais diversas áreas da saúde, com destaque para o Hospital Frei Gabriel”, relata.
Segundo Moacir, no gasto com a folha de pagamento dos servidores, que prevê teto máximo de 54% da receita, a aplicação foi de 49,27%. “Neste caso, diferente dos demais itens, temos que acompanhar os gastos para não aplicar mais que o permitido, pois isso implicaria na rejeição das contas do município”, ressalta.
O prefeito Mauri José Alves comenta que as pessoas que participaram da reunião puderam tirar suas dúvidas com relação às receitas e despesas do município. “É muito importante a participação da comunidade, porque durante a audiência pública é apresentado as receitas e despesas de forma bem transparente. Agradeço a todos que nestes quatro anos nos acompanharam. Os números indicam que apesar da crise política e econômica e da falta de recursos, estamos conseguindo manter nosso planejamento”, destaca.
deny
jm
moradaipeokok

%d blogueiros gostam disto: