Vereadores Alexandre e Jhonathan cobram elaboração de decreto para proibir fogos de artifícios em eventos

Os vereadores Alexandre Braz e Jhonathan Lavador assinaram uma indicação em conjunto na qual eles solicitam o cumprimento da lei 6.489 de 2020 que proíbe o uso de fogos de artifícios e explosivos em eventos públicos e particulares em Frutal.

Eles declaram que os animais como cães, gatos e pássaros são extremamente afetados pela queima de fogos causando traumas irreversíveis, devido a grande sensibilidade auditiva. Muitos cães morrem enforcados nas coleiras tentando uma fuga, além de sofrerem automutilação, distúrbios digestivos e até paradas cardíacas com as explosões.

Além do risco aos animais, os fogos podem provocar acidentes com seres humanos também. Conforme pesquisa, nos últimos 20 anos, foram registrados 122 óbitos e mais de 7000 lesões devido a acidentes com fogos de artifício, como queimaduras, laceração, cortes, amputação, lesão de córnea, perda de visão, lesão e perda de audição.

Alexandre e Jhonathan ressaltam que a lei não tem objetivo de acabar com os espetáculos e festejos realizados com fogos de artifícios, mas que apenas seja proibida a utilização dos fogos ou artefatos que causem barulho, estampido e explosões que colocam em risco a vida de humanos e animais.

Eles sugerem que os espetáculos possam contar somente com artigos pirotécnicos sem estampidos, conhecidos por “fogos de vista”. “A legislação prevê multa para quem fizer uso de fogos de artifícios de estampido. Mas isso é preciso ser regulamento por meio de decreto do Executivo”, finalizam.

Rodrigo Portari

Jornalista, doutor em Comunicação.

%d blogueiros gostam disto: