Advogado contesta condenações na “Operação Erva”

ricardo-gomesEssa semana saiu a sentença dos acusados  presos na operação “Erva” desenvolvido pela Polícia Civil de Frutal em janeiro do ano passado com a prisão de oito pessoas suspeitas de estarem envolvidas no tráfico de drogas.

Na época, a PC localizou com alguns dos suspeitos a quantidade de 2 quilos de substancia semelhante a crack, além de carros, cartões de créditos, motos e celulares apreendidos.

Na sentença, proferida pela Justiça da Comarca de Frutal, Luna da Mata Davanço Silva, foi absolvida de todas as acusações que pesavam contra ela.

O advogado Ricardo Gomes, do escritório de advocacia Renato Furtado, que atuou na defesa de Roseli e Luna, respectivamente mão e filha, destacou que causou surpresa a condenação de sua cliente Roseli Davanço. “Recebemos essa condenação com surpresa a condenação de nossa cliente Roseli porque não há elementos de provas dentro do processo que pudesse levar a essa condenação”.

Ainda de acordo com ele, em fase de alegações finais, o Ministério Público, órgão responsável pela acusação, pediu a absolvição de Roseli da acusação de dois crimes. “Acatando a tese da defesa, o MP pediu a absolvição de dois crimes, no entanto, o juiz acabou condenando a nossa cliente Roseli pelos crimes de financiamento para o tráfico e lavagem de dinheiro que o MP já havia pedido absolvição agora no final do processo”.

Dr. Ricardo Gomes disse também que o juiz teve pouco tempo para analisar o processo em sua plenitude, já que ele (juiz) sumiu a vara crimina recentemente. “Teve pouco tempo de analise para poder dar uma sentença em cima das provas que constam no processo. Em razão desse pouco tempo, provavelmente não teve tempo suficiente para analisar o processo e, equivocadamente, com todo respeito, deu essa sentença condenando a nossa cliente”.

Sentenças

Luan Mata Davanço, conhecido como “Buchinha”, foi condenado pelo crime de tráfico de drogas a 8 anos e 8 dias de prisão. Ele ainda foi condenado a cumprir 5 anos, 2 meses e 29 dias de prisão por associação para o tráfico de drogas e 3 anos e 6 meses pelo crime de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas, totalizando 17 anos de prisão.

Bruce Pinheiro foi condenado por tráfico de drogas a cumprir pena de 7 anos 9 meses e 10 dias. Mais 4 anos e 8 meses por associação ao tráfico de drogas.

Jeferson Ferreira Lacerda, conhecido como “Jacaré” foi absolvido do crime de tráfico de drogas, porém, foi condenado a cumprir pena 1 ano e 8 meses de prisão. A pena foi substituída por prestação de serviços comunitários.

André Luiz Fernandes, foi condenado a 5 anos, 7 meses e 15 dias de reclusão pelo crime de tráfico de drogas. Ele ainda foi condenado a cumprir pena de 3 anos de prisão por associação ao tráfico.

Cirilo Correa Santana, conhecido pelo apelido de “Chiripó” foi condenado pelo crime de tráfico de drogas a cumprir 5 anos de reclusão e mais 3 anos por associação ao tráfico.

Vanderson Vieira Costa, o “Vandinho”, foi condenado a 5 anos e 10 meses de prisão pelo crime de tráfico de drogas. Por associação ao tráfico mais 3 anos e 6 meses.

Roseli Davanço Silva, mãe de “Buchinha” e Luna, foi condenada pelo crime de financiamento ao tráfico a 8 anos de prisão, mais 3 anos por lavagem de dinheiro. Ela foi absolvida da acusação de associação ao tráfico de drogas

Fonte: AloFrutal

rf2015d

Rodrigo Portari

Jornalista, doutor em Comunicação.

%d blogueiros gostam disto: