Processo eleitoral e contas a serem aprovadas

Entrevista do advogado Arnaldo Silva Junior à Rádio 97FM deu conta de que o processo de compra de votos contra Mauri e Frontino que havia sido arquivado pela justiça local “voltou” para primeira instância para ser analisado. Isso por conta de um recurso impetrado pela coligação de Toninho Heitor pedindo julgamento da questão.

==

Conforme Arnaldo explicou, a ação, chamada de AIME, foi arquivada pela justiça local tão logo chegou às mãos do juiz. Por não concordarem com a atitude em primeira instância, foi feito o recurso e os desembargadores entenderam que há elementos que merecem ser esclarecidos. Portanto, mais um processo que volta para ser apreciado pela justiça.

==

Os vereadores realizaram na segunda a última reunião deste semestre. Com pauta cheia, a reunião durou menos do que se esperava. Para que não se estendesse pela madrugada, a sessão teve início excepcionalmente às sete da noite e terminou pouco depois das nove horas.

Na reunião, foi aprovada a Lei de Diretrizes Orçamentárias. Ela é um manual que estabelece regras sobre como deve ser elaborado o orçamento do próximo ano. O orçamento será votado no final do ano. O vereador Josimar Ferreira Campos explica que havia a necessidade da aprovação da L.D.O. antes do recesso parlamentar.

Já a esperada votação sobre as contas da ex-prefeita Ciça referente ao ano de 2010, não aconteceu porque o vereador Carlos Roberto Silva pediu vista do projeto. De acordo com ele, a justificativa de que o Tribunal de Contas aprovou as contas não é motivo para que a câmara também aprove.

Fonte: www.mgnoticia.com – nosso parceiro em informação.

==

Sobre o pedido de vista do vereador, este já era esperado. Vamos lembrar que o ano de 2010 foi alvo de uma devassa nas investigações da CEI dos supostos desvios de verbas no Frei Gabriel. Com certeza o assunto ainda vai render muito.

==

==

Comments

comments

rodrigoportari

Jornalista, professor universitário, Dr. em Comunicação.

Comentários estão fechados.