Recuperandos e recuperandas recebem Certificado de qualificação profissional


A APAC Frutal realizou na manhã de sexta-feira (5), a Cerimônia de Formatura dos cursos oferecidos pelo Instituto Minas Pela Paz do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em parceria com a FBAC, Sistema FIEMG e SESI-SENAI. No total, foram diplomados 40 recuperandos do curso de elétrica predial e 28 recuperandas do curso de costura de vestuário e bolsa.
De acordo com o gestor do Instituto Minas Pela Paz, Maurílio Leite Pedrosa, o órgão tem ao longo dos últimos 11 anos desenvolvido nas APACs a capacitação e a formação profissional para futura inclusão no mercado de trabalho. “É uma alegria conhecer a APAC Frutal e poder transformar para melhor a vida dos recuperandos e recuperandas”. Já a presidente da FIEMG regional do Vale do Rio Grande, Elisa Araújo, ao elogiar o trabalho e o espaço físico da instituição, se comprometeu a fazer o que for necessário para atrair novos cursos para a APAC Frutal. “Queremos proporcionar novas perspectivas aos recuperandos”.
“O juiz da Comarca Gustavo Moreira é um grande incentivador e admirador do Método APAC. Este é um momento importante porque o estudo e o trabalho são capazes de transformar a realidade social dos recuperandos e seus familiares”, destacou o servidor público Mauricio Trindade que esteve na cerimônia representando o magistrado. A prefeita de Frutal, Maria Cecília Marchi Borges (Ciça) também parabenizou os formandos e cumprimentou a diretoria da APAC pela valorização e o respeito ao ser humano.
Segundo a gerente administrativa da APAC, Paula Queiroz Vieira, até agora já foi possível viabilizar mais de seis cursos de qualificação profissional para os recuperandos graças à credibilidade que a instituição possui junto aos parceiros. “O Certificado faz com que o nosso recuperando e recuperanda passem a acreditar que são capazes de contribuir com a sociedade, é a esperança de uma vida melhor”, afirmou. Na opinião do presidente da APAC, pastor Natanael de Souza a formação profissional e de qualidade significam “um novo horizonte que se abre e uma nova chance de inserção no mercado de trabalho”.
O instrutor de formação profissional do SESI-SENAI do curso de elétrica predial, Amir Alves de Morais, falou da alegria de poder contribuir para a qualificação profissional de 40 recuperandos. “A formatura agrega valores porque é a oportunidades deles se ressociabilizarem”.
Ao agradecer a APAC pela capacitação, a aluna Kate Souza Silva, disse que o curso faz parte da valorização humana. “É momento especial em nossas vidas”. Já o recuperando Felipe de Paula Silva que não tinha nenhuma noção em elétrica predial, afirma que aprendeu bastante e já faz planos para o futuro: “quero ampliar meu conhecimento e aproveitar a chance de trabalho que surgir no futuro”.
(Jornalista Zilma de Oliveira – Assessora de Imprensa APAC Frutal)

Comments

comments

rodrigoportari

Jornalista, professor universitário, Dr. em Comunicação.

Comentários estão fechados.