Justiça absolve parte dos acusados na Operação Ratoeira

Seis dos 12 suspeitos presos na “Operação Ratoeira”, ocorrida em 2013 para investigar suposto esquema de desvio de queijos do Laticínios Puranata, foram absolvidos graças ao trabalho do escritório Heitor e Rocha. À época, a suspeita da Polícia Civil era de que o esquema teria gerado um prejuízo de R$250 mil à empresa frutalense.

Segundo o advogado criminalista Ricardo Rocha, seu escritório representou oito dos acusados na operação. Além dos seis absolvidos, os outros dois foram condenados a penas de 2 anos e 4 meses, sendo que a prisão foi substituída pela pena privativa de liberdade, que impede o réu de frequentar bares e estabelece horário limite para estar em casa. “Mas, levando em consideração os critérios subjetivos, vamos recorrer dessa decisão pela absolvição desses dois clientes também”, adianta.

Para Ricardo Rocha, a denúncia apresentada pela Polícia Civil não se sustentava, uma vez que os acusados retiravam queijos mediante requisição que era entregue ao setor de controle. “Encontraram poucas peças de queijo na geladeira desses dois acusados condenados, mas a nosso ver, não há elementos técnicos que comprovem autoria e materialidade, uma vez que havia requisições da própria empresa para a entrega dos queijos a eles. Assim, todos negaram qualquer prática de crime”, reforça.

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: