PRE APREENDE MAIS DE 1 TONELADA DE MACONHA E GRANDE QUANTIDADE DE CIGARROS EM FRUTAL

Policiais militares rodoviários apreenderam na quarta-feira (15), em Frutal, uma grande quantidade de drogas e cigarros contrabandeados. Os produtos eram transportados em uma carreta bi-trem e num caminhão boiadeiro com fundo falso. As apreensões foram feitas pela manhã durante a Operação “Maio Amarelo”, que desde o começo do mês é realizada em rodovias da região.

Os militares chegaram aos cigarros e a maconha, depois de fazer a prisão de um suspeito na LMG-733, na altura do quilômetro 2, próximo ao Aeroporto de Frutal. O motorista José Antônio Silveira, 59 anos, é apontado como batedor de pelo menos um dos veículos. Ele dirigia um Ford Fiesta, com placa de Campo Grande-MS, e monitorava eventuais operações policiais.

Após alguns levantamentos, os cigarros foram localizados no interior do reboque e do semirreboque de uma Scania, branca, de placa AWS-1588, de Palotina-PR. A carreta, que tinha como condutor Gilberto Martins da Costa, 42 anos, estava estacionada no pátio do Posto 50, situado no quilômetro 197 da BR-153. O motorista foi preso em flagrante.

Já a droga estava escondida no fundo falso de um caminhão Mercedes Benz, 1113, vermelho, de placa HQR-7782, de Bataguaçu-MS, que também estava estacionado no mesmo posto, ao lado da carreta. O condutor, entretanto, não foi encontrado. Suspeita-se que ele tenha fugido logo que percebeu a chegada dos policiais.

Conforme o tenente Arlindo Martins Neves, comandante da Polícia Militar Rodoviária, ambos os presos eram responsáveis pelo transporte do cigarro. Pelo que foi apurado, eles teriam saído de Maringá-PR e seguiam para Uberlândia-MG. “Conseguimos ligar José Antônio e Gilberto ao crime de contrabando, inclusive com a confissão deles”, informou.

De acordo com o tenente Neves, não há informações sobre o paradeiro do motorista do caminhão boiadeiro. “Apesar das buscas, não o encontramos. Um inquérito será instaurado pela Polícia Civil para apurar quem era o responsável pela droga. Quanto aos cigarros, o caso ficará sob responsabilidade da Polícia Federal”, destacou.

Ao todo, segundo a Polícia Militar Rodoviária, foram apreendidos 1.136 tabletes de maconha, com peso total de 1.180 quilos – escondidos sob o fundo falso da gaiola do caminhão e 950 caixas de cigarros (com 20 pacotes de 10 maços cada) – acondicionadas nos dois reboques. Os produtos serão destruídos, assim que houver autorização do Poder Judiciário.

Fonte:Pontalonline.com

Comments

comments

rodrigoportari

Jornalista, professor universitário, Dr. em Comunicação.

Comentários estão fechados.