Bombeiros afirmam que vão endurecer a fiscalização ainda mais

Estive em conversa na tarde de ontem com o Corpo de Bombeiros. Conversei com o comandante Sargento Leopoldino e com o Sargento Patrick Wandrielle sobre as fiscalizações em Frutal. De acordo com eles, todos estabelecimentos de Frutal e região serão fiscalizados quanto à questão do AVCB. Porém, como são poucos militares e 11 cidades a serem atendidas, o fiscalização ocorrerá por etapas.

==

No momento as casas de festas estão tendo prioridade na fiscalização até mesmo por conta de uma normativa enviada pelo Comando Geral do Corpo de Bombeiros, em Belo Horizonte. Posteriormente serão fiscalizadas as escolas, templos religiosos, teatros, etc., ou seja, locais onde ocorram concentrações de público.

==

Nem mesmo as repúblicas universitárias escaparão. Apesar de serem residências, se houver cobrança de ingresso ou caracterização de festa com apelo comercial, com venda de ingressos e bebidas, a fiscalização também incidirá sobre as repúblicas. Enfim, quem estiver a fim de fazer um evento ou se adequa às normas dos bombeiros ou procura um local já autorizado.

==

Sobre as alegações do Guarnieri de que há uma morosidade na avaliação do projeto, a informação que obtive é de que todo o projeto foi analisado dentro do prazo regulamentado por lei. De acordo com os bombeiros, não há qualquer preocupação em relação a isso.

==

Um dos pontos que mais chamou a atenção no caso do Guarnieri foi o tecido existente na decoração do teto do local. Não havia nenhuma comprovação que se tratava de um tecido resistente ao fogo. Isso seria uma preocupação a mais para a questão da fiscalização.

==

E na Câmara Municipal o assunto também ganhou destaque na noite de ontem. O vereador Carlos Roberto apresentou representação à prefeitura e deve enviar ainda aos órgãos de fiscalização para endurecer ainda mais a fiscalização quanto aos procedimentos de segurança antes de liberar alvará de funcionamento.

==

Roberto adiantou ainda na entrevista que deverá apresentar o projeto de lei para que o município exija câmeras de vídeo internas nas casas de festa a fim de garantir mais segurança aos usuários e também ajudar a identificar possíveis erros em casos de tragédias.

==

Finalzinho da tarde devo voltar com mais informações.

==

Anuncie no site: 34-9111-1345.

==

Comments

comments

rodrigoportari

Jornalista, professor universitário, Dr. em Comunicação.

Comentários estão fechados.